sábado, 5 de maio de 2018

Os crentes de falsas mensagens normalmente são agressivos quando as defendem perante pessoas que não acreditam na sua veracidade.

Os crentes de falsas mensagens normalmente são agressivos quando as defendem perante pessoas que não acreditam na sua veracidade.
(O demónio instila agressividade nos seus seguidores, ao contrário da mansidão dos crentes nas Mensagens da Virgem Maria)
Todos os seguidores da Amparo Cuevas, quando confrontados com alguém que não acredita na veracidade dos fenómenos, transformam-se em autêntico demónio fulos e agressivos, normalmente começando logo a nos classificar como ignorantes e a fazer ameaças e a dizer que nos vamos condenar.
agressividade e violência normalmente envolvem o ambiente da vida dos falsos videntes. No Escorial isto foi uma constante na vida da Amparo Cuevas, que desde sempre acompanhou o desenrolar dos fenómenos ao longo dos anos.
Em 1985, se não estou em erro, foi brutalmente atacada por 2 homens e uma mulher encapuçados, que a despiram, agrdiram e meteram-lhe uma pedra na boca e queriam abrigá-la a confessar que tudo era mentira. Este tipo de violência nunca se passou nas Aparições Verdadeiras, pois os videntes sempre tiveram do Céu uma protecção especial.
conflito gerou-se com a disputa dos terrenos do Prado Nuevo, que pertenciam aos patrões do marido da Amparo. Eles queriam urbanizar os terrenos, mas os fanáticos seguidores da Amparo opuseram-se, criando um conflito que se agudizou ao longo dos anos e acabou por dividir o Escorial. Uns a favor e outros contra. Os que não acreditavam na veracidade das aparições e estavam do lado dos donos do Prado Nuevo, liderados pelo pároco da paróquia do Escorial, que sempre foi contra a veracidadedas supostas aparições. Do outro lado, os defensores da Amparo, que devido ao dinheiro que a Associação foi angariando, foi ganhando força, acabando por comprar o Prado Nuevo. Depois veio a serena e firme intervenção da Igreja, que vem amenizando o clima de guerra que sempre acompanhou ao longo dos anos as supostas aparições à Amparo.
A oposição às falsas aparições da Amparo Cuevas sempre foi combatida a ferro e fogo pelo inferno. Foram 3 os homens que fizeram frente à Amparo Cuevas: o pároco Dom Pablo Camacho, o presidente da Câmara e o administrador dos terrenos do Prado Nuevo. No ano de 1995 deu-se um triplo e estranho acontecimento:
O pároco foi parar em coma ao hospital e pouco tempo depois foi transferido para outra paróquia. O presidente da Câmara perdeu as eleições contra todas as expectativas e o administrador do Prado Nuevo morreu. Passados uns anos, e depois de muitas lutas intestinas, o Prado Nuevo acabou por ser vendido à Associação da Amparo Cuevas por 5 milhões de Euros.
Só às portas da morte, e vencido, é que o pároco do Escorial, como bom católico, como mandam os Evangelhos, pediu desculpa à Amparo Cuevas por algum mal que possa ter feito. Com este acto heróico de humildade, entregou a sua alma ao Criador.
Nada destas contendas aconteceram nos outros Lugares de Verdadeiras Aparições. Também aqui podemos ver um sinal do que se passa no Inferno - ódios, violência e guerras.
36) Muitas vezes nas falsas aparições, o demónio insere fenómenos fantásticos, na tentativa de mais facilmente enganar as pessoas.
(O demónio é manhoso e pretende enganar as pessoas e convencê-las, mais facilmente, de que quem fala é do Céu. Tenta forçar a Fé das pessoas)
- O fenómeno mais fantástico destas aparições e mensagens, é a voz alterada da Amparo Cuevas, verdadeiramente assustadora.
Eu próprio fiz gravações no Prado Nuevo das mensagens transmitidas pela Amparo através dos altifalantes pendurados nas árvores. Era uma voz terrivelmente rouca, sibilante e assustadora.
Muitas vezes nas falsas aparições, o demónio insere fenómenos fantásticos, na tentativa de mais facilmente enganar as pessoas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...